Nós namorando

Any-vai tomar um banho e eu te espero para nós descemos juntos-ele assentiu, me deu um selinho e foi para o banheiro. Aqui tem algumas roupas dele porque ele vem dormir aqui de vez em quando e também tem roupas minhas da casa dele viu meu normal , depois de alguns minutos ele sai do banheiro com uma bermuda e uma regata já que tá muito ... Capítulo 14: Namorando? Nós? Joe tomou a iniciativa de encostar os lábios nos dela e iniciarem um beijo... A tensão que ela sentia passou, e ela começou a dar importância só ao beijo... O beijo que desejou perdidamente depois da saída do restaurante, o que não saía das lembranças... Agora tinha mais um para recordar a todo o tempo ... Quando o assunto é vida pessoal, Maiara brinca e diz que não vai dar uma resposta fixa: 'Eu não sei se tô solteira, casada ou namorando. É assim a minha vida agora', ri Maiara, que recentemente terminou o relacionamento 'ioiô' com Fernando Zor. 'Eu sou muito espontânea, muito verdadeira e faço as coisas quando tenho vontade . HiNative is a global Q&A platform where you can ask people from all over the world questions about language and culture. We support over 110 languages. namorando: past participle m namoráu, f namorada, n namorao, m pl namoraos, f pl namoraes: person first singular yo second singular tu third singular él/elli first plural nosotros/nós second plural vosotros/vós third plural ellos indicative present namoro: namores: namora: namoramos: namoráis: namoren: imperfect namoraba: namorabes ... Public research, fixed income, FX forecasts and macro views from the largest bank in the Nordics. With premium economic research and live markets data for Nordea Markets customers. Ex namorado: Você está namorando? Ex namorada: Sim, estou. Ex namorado: Você ama seu namorado? Ex namorada: Não. Ex namorado: Por que vocês estão juntos então, se você não o ama? Ex namorada: Eu acho o carinho, a paixão, a saudade que sinto dele, a amizade que nós dois temos, a sinceridade e a fidelidade muito mais importantes do que o amor. Ex namorado: Vendo você falar assim dele ... Rodrigo Grecco - Namorando (Letra e música para ouvir) - Eu quero te entender / Eu quero te levar pra conhecer / Os vales do Senhor / Aonde corre o leite, o mel e o amor / Eu quero a tua mão / Fazer morada no teu Namorando Ou Solteiro Description. Medo de ser traido e ciúmes excessivo podem travar vontade de namorar. 10/06/ 08h05 - Atualizado em 27/05/ 10h Do G1 Rio Preto e Araçatuba. Server. cloudflare DNS. View domain name system records, including but not limited to the A, CNAME, MX, and TXT records. ... 'Nós éramos mais parceiros sexuais do que um casal. Eu tinha 19 anos e ele tinha 42 anos. ... A última vez que ouvi, ele estava namorando uma das amigas de sua filha. (Ela é seis anos mais ...

Há um ano atrás tudo era diferente.

2020.09.16 02:56 fcost9 Há um ano atrás tudo era diferente.

Já parou para pensar como tudo muda de um ano para o outro?
Comigo não foi diferente, lembro exatamente de tudo do ano anterior. Estava vivendo um dos melhores anos da minha vida.
Estava namorando com a mulher que eu nunca senti tamanha paixão parecida, daquelas que você chora de felicidade e sem explicação, aquele relacionamento que você sentia tudo diferente ao estar com a pessoa, e que com o seu abraço você literalmente se desconectava e ia para longe. O relacionamento que todo cara gostaria de ter, literalmente assim como o Chorão do CBjr descreveu a mulher na letra de 'Ela vai voltar'.
Além do meu namoro, da família que pude conhecer por parte da minha ex, que por sinal todos me colheram super bem, e fiz deles a minha família também. Pois eu passava um final de semana inteiro com as suas presenças.
Eu tinha também um grupo de amigos com um projeto entre nós muito legal, todos eramos bem unidos. Planejávamos o futuro como crianças na espera do coelho da páscoa ou do papai noel, todos ansiosos por cada passo que poderíamos dar.
Por fora tudo estava fluindo da melhor maneira de todos os tempos, mas por dentro da minha cabeça uma guerra sem fim acontecia. Uma mistura de sentimentos sem respostas, atitudes sem motivos, coisas que eu fazia que após de muito tempo eu me perguntei 'por que eu tive essa atitude?' 'por que eu fiz tudo da maneira mais difícil?' 'por que eu não falei a verdade sobre o que eu fiz antes e preferi mentir?' 'por que eu me confortava com uma atitude que não correspondia com o que realmente aconteceu?'
E de um ano para cá sem procurar ajuda eu perdi tudo e estou recomeçando do zero, como se eu chegasse em uma cidade nova e não conhecesse ninguém ao meu redor.
Esse post é tanto um desabafo quanto um toque para quem esteja passando pelo mesmo problema, problema no qual você faz tal coisa e nem sabe porque fez aquilo. Por que você preferiu mentir do que dizer a verdade.
Portanto, por mais difícil que seja para você, quanto foi para mim acreditar que algo de errado esteja acontecendo, pare e pense, e não deixe para procurar ajuda depois, depois de perder tudo. Procure ajuda psicológica, se cuide, valorize-se e também valorize quem está ao seu redor. Ame, mas também se ame, se cuide e não cometam o mesmo erro que eu tive por teimosia minha ao achar que não era nada.
Não digam não ou mintam caso esteja tudo bem, pois no fim não está. E principalmente não recusem conselhos de quem sabe o que está acontecendo.
Sejam felizes e acima de tudo sejam psicologicamente saudáveis.
submitted by fcost9 to desabafos [link] [comments]


2020.09.10 03:06 RozedoPodo Seria isso uma paixão de pica?

Esse último final de semana chamei uns poucos amigos pra minha casa, coisa de 3 pessoas, pra fazer uma resenha. Chamei meu melhor amigo, a amiga que era da sala da facul dele e um outro amigo. Eu já era amigo da garota, a gente sempre se deu muito bem só que ela e eu estávamos namorando todos esse tempo que nos conhecemos, então nunca nem tinha passado pela minha cabeça ficar com ela. Ela ia dormir na casa do meu amigo só que ele acabou indo pra casa mais cedo, ela quis ficar e no final nos pegamos. Nenhum de nós dois tentou nada nem sequer se esforçou pra rolar isso, aconteceu naturalmente e ela dormiu comigo. Aí é que tá a parada, foi o melhor sexo da minha vida. Eu nunca imaginei que fosse ter esse tipo de coisa com ela e pra ser bem sincero nem com ngm, parecia coisa de sonho ou filme porno. Além da gente transar a noite toda também ficamos de carinhos um com o outro e somos super compatíveis nesse aspecto também. No final da tarde do domingo o cara que dormiu aqui em casa foi embora e ficamos transando esse tempo todo, até segunda feira quando ela foi embora umas 18 hrs.
Caralho eu não consigo mais parar de pensar nela, conversamos ontem o dia todo e hj até fizemos websexo. Eu sempre tive a libido alta, além de gostar de experimentar e tudo mais só que com ela parece que tudo flui perfeitamente e que a gente só para quando um de nós dois tá quase desmaiando de cançasso. Acho que estou gostando dela mas não quero me afobar nessa situação, fico ansioso quando penso nisso e não quero fazer nenhuma besteira, faz um bom tempo que só tem acontecido merda atrás de merda e agora que algumas coisas começaram a se resolver ela aparece desse jeito. Resolvi postar essa experiência porque precisava falar sobre com alguém :
submitted by RozedoPodo to desabafos [link] [comments]


2020.09.08 02:40 ThyFonn O que esse sonho significa?

Oi gente! Então, isso não é um desabafo e sim uma pergunta.
Queria saber se tem alguém aí que é "especialista" em mente humana e sonhos, ou que sabe sobre esse assunto, porque é sobre isso que eu vou falar.
Esses dias atrás, um amigo meu (q inclusive eu sou afinzona dele), chegou do nada dizendo que tinha sonhado comigo e que no sonho nós estávamos namorando, e que eu ficava o tempo todo abraçando ele e ele me abraçando. Alguém aí poderia me dizer o que isso significa? Se significa que ele tá começando a gostar de mim também, ou se é só um sonho aleatório, que talvez não signifique nada. Sei lá, queria muito que alguém pudesse me falar oq pode ser. Obrigada pela atenção :)
Edit: PERDEMO RAPAZEADA, ELE GOSTA DE OUTRA KKKKKKKKKKKKKK
submitted by ThyFonn to desabafos [link] [comments]


2020.09.02 06:33 Luuwuh O dia que eu transformei uma webamizadecolorida em um namoro real.

Bom dia, boa tarde, boa noite Luba-san, gatas, otakus fedidos e não fedidos, restos de papelões e turma que está a ler, tudo bem com vocês? Hoje decidi compartilhar com vocês a história de como eu transformei uma webamizadecolorida em um namoro real.
Bom, eu tenho um amigo (que não é bem um amigo, logo logo vocês entenderão pq) que eu conheço faz bastante tempo. Eu conheci ele numa "rede social" chamada Amino a muito tempo atrás (tipo, faz uns 3/4 anos que eu conheço dele). Bem, nós sempre fomos muito amigos e sempre conversamos muito (ele tinha até virado meu melhor amigo). Ele é da mesma cidade que eu, mas nunca nos vimos pq ele mora do outro lado da cidade. Recentemente, nós viramos amigos coloridos pq nós sempre demos em cima um do outro e tals, mas nunca oficializamos com um namoro. Como nós nunca nos vimos, sempre tivemos o sonho que todas as pessoas que tem web amigos tem: sonhávamos com o dia em que nos veríamos na vida real. E eu fiz isso acontecer! Bem, meu aniversário estava chegando e com isso, minha mãe decidiu fazer uma mini festinha só pra gente daqui de casa por causa da pandemia. Como era aniversário de 15, minha mãe não queria que passasse em branco, então faríamos essa festinha. Eis aí a oportunidade perfeita de apresentar meu "amigo" para minha família, mas tinha um problema: eu tava MORRENDO de medo de contar pra minha família e dar ruim, já que ele tem 17 e eu 15. Bom, os dias foram passando e o dia do meu amigo estava finalmente chegando e eu estava enrolando pra contar pra minha mãe desse meu amigo. Até que eu tive a brilhante ideia de acordar cedo e contar pra minha mãe enquanto ela se arruma pro trabalho (a ideia era que ela deixasse pra conversar melhor quando ela chegasse em casa de noite, pq aí dava tempo de planejar o que falar), e eu sem ser boba, virei a noite pra poder estar acordada e tal. Quando finalmente deu a hora e minha mãe estava se arrumando, eu arreguei e não consegui contar. Massas, não sendo boba, resolvi fazer um TEXTÃO pra ela no whatsapp pra contar a novidade. Deu tudo certo e minha mãe aceitou numa boa. Já tinha combinado com ele e a mãe dele que eles viriam rapidinho só pra apresentar ele pra minha mãe, então estava tudo certo, faltava apenas contar pro meu pai. A estratégia usada pra contar pro meu pai foi: eu pedi ajuda da minha madrasta pra ela ir "preparando o terreno" pra mim poder contar. Contei bem no dia da festa e ele ficou meio nervoso, mas também correu tudo certo. Era dia da festa e eu já estava muito nervosa e ansiosa a espera do meu amado (nem dormi direito no dia k) Meu pai e irmãos fazendo piadinha sobre eu estar namorando, logo eu que sempre disse que não iria namorar nunca pq não preciso de maxo e pipipi popopo, ele finalmente chegou! Apresentei pra família e aparentemente todo mundo gostou dele e eu fiquei super nervosa e feliz, nem sabia como reagir. Só sei que agora namoramos de verdade e estamos esperando a pandemia passar para poder marcar vários encontros para darmos uns pegas <3 Tiramos algumas fotos, mas ele morre de vergonha, então não irei expor ele aqui. É isso lubinha, espero que tenha gostado, tenha um bom dia/tarde/noite e beba bastante água! <3 (Ficou meio grande, msm eu tentando resumir bastante, desculpa •~•)
submitted by Luuwuh to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.02 03:31 libriano1998 Ser o unico filho homem

Somos em 3, vejo que meus pais são tão comunicativos e melhores amigos das minha irmãs ( uma mais velha de 25 anos, e uma mais nova de 16 anos) mas sinto que não acontece o mesmo comigo, sou o do meio, não sei se tem alguma coisa nisso, mas sinto que somos tao rasos um com o outro, conversamos o basico, não me perguntam como foi meu dia, como me sinto,como estou, se estou namorando, nunca me perguntaram se sou gay, imagino que eles saibam mas acho que nunca vao me perguntar, falam que me amam só quando estamos longe, não conversamos muito, as vezes eu me sinto como se fosse apenas uma visita, perdi as contas das vezes que me fechei no quarto e chorei pensando nisso, eu acho que eles me amam e eu tmb os amo muito mas a falta de comunicação entre nós é totalmente diferente da reciprocidade deles com minhas irmãs. Não sei o que fazer, não sei se é só paranóia da minha cabeça, não sei sou chato demais... só queria entender a diferença de ser o unico filho "homem".
submitted by libriano1998 to desabafos [link] [comments]


2020.09.01 17:26 LuisF_GuimaresCruz Fui babaca por ter falado pra um garoto da minha escola que a “namorada” dele queria ter minar !?

Olá lubisco, possível convidado e editores. Minha história é a seguinte : Eu to tipo no 6º e o povo da minha turma e da outra acha que namorar é só dizer que tá namorando, mas não se beija, bom o famigerado c* doce. Essa garota ( da minha turma ) na quarentena começou a “namorar” esse garoto ( da outra turma ) hj na aula de ED ( Educação Física ) essa garota não estava fazendo os exercícios e estava fazendo dancinha do tik tok, não sei se tava gravando ou se só tava fazendo as dancinhas, ela depois disse que não mas fd-** e tbm até aí blz, só que na espera da aula de história eu e ela tivemos uma discussão ( que por sinal tinha um mlk provocando nós dois pra gnt brigar comigo não funcionou mas com ela evidentemente sim ) só que quando eu brigo com alguém eu faço pra humilhar, e humilhei. Bom depois dessa enorme introdução vamos a história, esse “namorado” veio me perguntar oq aconteceu, pq contaram pra ele que tínhamos discutido, mas não pq, e eu falei aí ele e eu começamos a discutir e no final soltei a bomba e dei bloq. Ele lógico foi falar com a “namorada” e ela foi tirar satisfação com minha melhor amiga ( que tbm é melhor amiga dela ) pq a única pessoa que sabia disso era a melhor amiga que quando veio aqui em casa me contou e agr to achando que estraguei a amizade delas é só por isso que to com peso na consciência pq sinceramente quero que os “namoradinhos” se fodam. E aí fui babaca !?
OBS : eu e os “namoradinhos” nunca fomos amigos e sempre tivemos brigas.
submitted by LuisF_GuimaresCruz to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.28 12:44 Lady_Unicron Sou babaca por ficar com o Crush da minha amiga?

Olá Luba, turma, editores, gatas, papelões mortos e possível convidado(a), pode me chamar de Iron, pois é assim que vão me conhecer.
A minha história é praticamente quando conheci o amor da minha vida que namoro até hoje (não fica mal lubinha, se eu achei alguém, tu também acha).
Tudo começou como um dia normal no nosso “chat/grupo” de conversa, conheci muita gente legal quando entrei pois uma garota havia me visto no app e resolveu ser bondosa e me colocar no grupo, fui recebida muito bem (a maioria era menino, mas não faz diferença), tinha mais 4 garotas além de mim e me tornei bem amiga delas e dos meninos, por eu ser a “novata” eu estava recebendo bastante atenção e uma das meninas não gostou muito, ela sempre queria chamar mais atenção, eu estava de boas quanto a isso.
Eu tinha medo do meu namorado na época por que todo mundo me falava meio mal dele “Ele é muito sério, não é legal” e blá blá blá, um dia fui abraçar ele em uma ação de RPG e ele saiu voando pelo “susto” . . .mas logo voltou (sim. . .a gente conversava e fazia RPG), depois de um tempo ficamos “a sós” e nós ficamos juntos. . .ele me fez voar e no final eu beijei ele. . .a menina apareceu e ficou tentando desviar a atenção, daí já vem a galera me perguntar “você tá gostando de fulano?” e eu fica meio hesitante de falar, mas dizia que sim e sempre falavam “outra que gosta dele” . . .nessa hora eu fiquei meio abalada, mas lembrei que ele não estava namorando, então fui pedir a ajuda dessa menina que vou chamar de Karls. Fui até karls e contei pra ela que eu estava gostando do (vou chamar meu namorado de Lew) Lew, ela começou a me dar um sermão e falando que gostava dele também daí eu comecei a me sentir mal e tentei deixar os meus sentimentos de lado (os: Karls já estava namorando outro cara e tava afim do Lew).
Lew percebeu aquilo e nunca me deixava me afastar e Karls vinha me dar sermão e falar que ia se matar. . .isso me deixava ruim, mas um dia Karls e o Lew estavam brigando e ela fala para ele “Eu te odeio” e ele respondeu dizendo “Mas a Iron(eu) me ama, não é Iron?” eu fiquei tão em dúvida no que dizer e soltei um “talvez” e para tentar aliviar a tenção resolvi brincar também “ah. . .e você me ama, não é?” e ele apenas disse “sim, amo sim” . . .nessa hora ficou eu e um amigo(Sd) meu surtando de alegria, por que ele estava afim da Karls e eu estava tentando ajudar ele a ficar com ela.
Então um dia a gente entrou em Call, primeiro foi só o SD e Lazer (dois amigos meus), depois o Lew apareceu e ficaram me chamando para entrar. . . então entrei na call. . .todo mundo ficou me chamando de fofa por conta da voz. . .até o Lew e eu ficava envergonhada obviamente.
Quando o Lew foi “embora” para terminar a tarefa dele. . .eu estava nas nuvens, ela era totalmente diferente comigo. . .daí o Lazer veio me perguntar na call “Você sabe que o Lew namora né?” nessa hora. . .meu mundo desabou de baixo dos meus pés, se eu não estivesse sentada. . .eu caia com certeza, nesse dia eu xinguei tanto o Lew no privado. . .e chorei que deu até dor de cabeça, ele começou a me contar a verdade, que ele não estava namorando, ele só era amigo da menina que falaram que ele estava namorando, me senti mal por xingar ele e fui xingar o Laser, daí ele me veio falar “eu PENSEI que eles namorassem, já que ficam de abraços e emoji” . . .queria tanto socar ele, mas fazer o que. Um tempo depois a gente começou a namorar e Karls sempre vindo tentar nos separar ou tentar chamar atenção do Lew, mas só ganhava a minha por que eu não gostava de ver ela daquele jeito (ela tinha terminado com o “ex” dela e começado a namorar o SD) e então um dia ela surtou, começou a falar um monte de coisa como “eu te amo, aquele dia que ficamos a sós foi tão bom, por que ela e não eu?” e etc. . .eu queria chorar por que tinha machucado ela, mas o Lew tomou a frente e começou a falar para ela “eu escolhi a Iron(eu) por que ela. . .” e começou a comparar nós duas . . .me senti mal, mas fiquei feliz de ver que ele me achava tudo aquilo, ela saiu do nosso chat/grupo e criou um dela sem nós dois. . .até hoje nosso chat é ativo e ela sumiu por muito tempo do app, mas sempre falava com o SD e o Laser, um dia ela falou que ela tinha traído o SD com a namorada do Laser. . .isso deixou eles abalados. . .todo o sentimento de querer perdoa-la se foi, por que ela machucou os meus amigos.
Sou babaca por namorar o Lew e não querer perdoar ela?
submitted by Lady_Unicron to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.27 23:21 _Suh_55 Sou babaca por me apaixonar pelo crush da minha melhor amiga???

Olá Luba,editores,plantas e papelões e possíveis convidados,hoje estou fazendo minha primeira historia e quero saber se sou a babaca ou não.
Bem,tenho uma melhor amiga desde infância e desde que nascemos ,vamos chama-la de "a loirinha" ,e bem com o tempo eu tinhamos nos esquecido uma da outra (pois éramos crianças) então um dia minha mãe mostrou uma foto minha com a loirinha e eu decidi conversa com a mesma no outro dia na escola ,e desde então nos tornamos amigas denovo e por ai ficamos best friends ate o 7° ano ,ate que um dia a loirinha me convidou para sair pra vender trufas e empadinhas com os amigos dela,então ok ate ai td bem aceitei ir ,depois da escola fui pra casa,me troquei e minha amiga chegou em minha casa para me buscar (estava de noite,acho q umas 19:00) e eu vi um garoto lindooo ,maravilhoso do lado dela !! Vamos chama-lo de "Carls" ,mas ai ela falou "miga esse aq é meu mariduuu ,minha propriedade nao toque nele ;)" e o abraçou ,na hora me apaixonei.Depois disso td no outro dia na escola ficamos amigos eu,a loirinha e o carls ,mas eu ficava mal pra krl ver os 2 juntos e eles na vdd nao namoravam nem nada ,mas o carls meios q pegava nós 2 quando tinha a oportunidade de ficar com uma de nós 2 a sos ,e nós 2 ficávamos mal pra krl ,pq nós 2 éramos apaixonada pelo mesmo boy ,e toda noite eu e ele mandavamos mensagem um para o outro (o carls e eu) e ele ficava dando em cima de mim como eu dava em cima dele tbm!!,Eu ficava mais apaixonada ainda.Então a loirinha já sabia q eu gostava do carls e eu sentia q ela me odiava por isso ,mas ai td bem passou o tempo ai a loirinha chegou em mim e falou que gostava de outro menino que eu poderia ficar com o carls de boas (GRAVEM BEM ISSO,ELA DEU "PERMISSÃO" PRA EU FICAR COM ELE!!) e estava chegando meu aniversário de 13 anox <3 e a loirinha na casa dela falou pro carls" po ,tive uma ideia ,pra vc da um presente pra Suh,pq vc n pede ela em namoro???" então no outro dia na escola A loirinha juntou eu e o carls e tipo...JEITO SUPER ROMÂNTICO DE SE PEDIR O OUTRO EM NAMO NEEEH???Ele me pediu na quadra da escola durante meu recreio!!e falou tipo "eae quer ficar cmg??" eu fiquei super timida e LOUCA!!nao acreditando no que ouvi e eu aceitei ,claro ,se passou uma semana e chegou o dia do meu aniversário e claro, convidei a loirinha,o carls e mais um garoto q era nosso amigo ,nos divertimos ,então no outro dia quando estava indo pra escola meu amigo (vamos chama-lo de Gabi ) chegou correndo em minha direção todo ofegante falando "SUUH o carls falou q quer terminar contigo!!" eu nao acreditei nele ,claro ,pois o carls sempre me dizia q me amava...quando cheguei no portao da escola ,a loirinha chegou com o carls com a cara de quem sabe q vai da merda ,e eu ouvindo música de boas o carls chegou em minha direção e falou "quero terminar com vc" e eu fiquei em choque ...fiz um puta drama me joguei no chão e fiquei sentada e fiquei chorando ali mesmo...enquanto o carls ia com seus amiguinhos sem o minimo pingo de remorso ...e eu sai correndo feito criança no braços da conselheira da escola e contei td...
Se passou um tempo e a loirinha voltou a ficar com o carls e eu ainda nao tinha superado ele,E ela sabia q ela estar com ele me machucava pra krl ,e sofri com isso durante muito tempo vendo os 2 juntos , o carls me dava bolos quando íamos marcar de ficar juntos pra ficar com a loirinha...E eles me viam chorando e simplesmente me deram as costas e nao tavam nem ligando se aquilo me machucava ou nao ,nunca me perguntaram "Suh vc esta bem com eu e o carls juntos??" ...e o carls sempre ficava nervoso quando eu perguntava oq eles faziam sozinhos...e ele nunca me contava a vdd ,ai se passou mais uns tempinhos e eu e o carls voltamos a namorar mas ai ele me falou "mas ninguém pode saber .." e eu topei já q eu estava "cega" por ele ,passou um tempinho e ele ainda estava com a loirinha e eu ficava super CIUMENTA com aquilo!!!Ate que me cansei e decidi falar pra loirinha "Olha acho q n estou sendo sincera com vc e nem o carls,então vou te falar ,eu e ele estamos namorando escondidos de vc" ai ela ficou puta pra krl cmg e começou a me humilhar na frente da classe inteira(todos estavam olhando) e o professor fez porra NENHUMA!!apenas falou" opa vamos acalmando os animos??" e ela continuou me humilhando falando "garota PQ EU ACREDITARIA EM UM SER TAO FRACO COMO VC??VC N ACEITA NEM UMA VDD NA CARA Q EU E O CARLS GOSTAMOS UM DO OUTRO !!!VC É ASSIM PQ VC É FRACA,VC É UM LIXO!!!" me lembro de cada momento e palavras...e ela amassou um papel e atacou em minha cabeça e disse "lixo no lixo,nem dói né!!!??" Eu corri pro banheiro e fiquei chorando lá....(e pra piorar tenho crises de ansiedade) Então desde então paramos de ser amigas ...mas pensa q acabou?Ai q vem a treta meu caro Lubisco ,contei td pra minha tia q a propósito faz barraco quando é preciso!E OQ A vó da loirinha nao sabia é q a vó e minha tia já tinham brigado uma vez mt feio e minha tia q saiu com razão ,Então a loirinha "parou" de mexer cmg ...mas ela sempre manipulava todos da escola pra se afastar de mim,ate q todos os amigos q eu tinha se afastaram de mim por culpa dela q ela os manipulava espalhando coisas minha q n quero citar... Fiquei como a "louca" da escola ..ela sempre se fazia de vitima para as pessoas e me fazia sair como a vilã ..pras diretora ela dizia q eu roubava os brinquedos dela quando éramos crianças (q era mt mentira isso..)
Desde então não somos mais amigas,mt pelo contrário,todo o amor e carinho q tínhamos uma pela outra virou odio e rancor (viramos rivais) ,mas eu e o carls namoramos por mt tempo desde então quando ele se afastou dela e decidiu ficar cmg ...mas dps de quase 1 ano terminamos por causa de ciumes obsessivo do carls ...mas agr estou com outro boy mt fofo tem os mesmo gostos e personalidade <3 e estamos bem (esse ano ,e fiz 14 anos)
E aqui em casa meus pais e eu somos proibidos de citar o nome dela por acreditamos q trás "briga" pq sempre q falamos o nome dela acabamos brigando.
submitted by _Suh_55 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.25 01:42 queimis Sofri um aborto espontâneo ontem

Só um background da minha história: Eu(F34) e meu namorado(M28) estamos juntos há menos de 1 ano, mas as coisas se moveram muito rápido desde o início.
Começamos a morar juntos em março desse ano e nos mudamos pra uma cidade completamente nova pra mim. Fui forçada (pelas circunstâncias, não por ele) a deixar tudo que eu tinha construído nos últimos 3 anos pra trás pra embarcar nessa aventura. Nos mudamos pra cidade natal dele porque ele recebeu uma proposta de emprego muito boa. Nós dois conversamos muito no início e, depois de resolvermos juntos que relacionamento à distância não era pra nós, eu decidi me mudar com ele.
Eu sempre tomei anticoncepcional/injeção ou usei DIU desde a minha adolescência. Estive em um relacionamento estável por quase 10 anos e nunca nem me preocupei com gravidez, porque, assim como a maioria das meninas, achava que estava segura com a pílula. Há cerca de 1 mês e meio atrás comecei a sentir uns sintomas estranhos e depois de 2 semanas passando mal constantemente e de muitos resultados desesperadores do Google, eu achei que estava doente e deveria ir ao médico. Dois dias antes da consulta, resolvi fazer um teste de gravidez de farmácia, só pra ter 100% de certeza que aqueles sintomas (enjoo, fraqueza, cansaço extremo) não eram por causa de gravidez. Eu tinha 99.9% de certeza que não era, só não queria passar vergonha na frente do médico. Peguei o pauzinho, abri, o xixi encostou e deu positivo. Três testes e muito choro e desespero depois, descobri que estava grávida.
No começo foi um choque. Os dois completamente desnorteados. Depois de uma longa conversa, resolvemos manter a gravidez (graças a Deusa moro em um país em que posso fazer essa escolha livremente). Os dias foram passando e a gente foi amando cada vez mais aquele ser que estava se desenvolvendo dentro da minha barriga. Contamos pra família, todo mundo ficou super feliz. Começamos a planejar o quarto, economizar grana, receber pequenos presentes de amigos. Pensamos até em possíveis nomes pro bebê. Até que as coisas começaram a ficar estranhas. Eu comecei a ter um sangramento que pra mim - apesar de todo mundo dizer que sim - não era normal. Fui no médico, a resposta que eu tive foi a mesma do Google: “é normal ter sangramento no primeiro trimestre da gravidez.”
Voltamos pra casa, vida que segue.
No sábado comecei a sentir cólicas, mas também achando que era tudo normal, fiquei em casa, só fazendo repouso o máximo que dava. Até que no domingo, eu estava deitada e comecei a sentir uma dor descomunal na barriga. Senti um pouco de sangramento descendo, então corri pro banheiro. Quando eu sentei no vaso, foi como se tivesse aberto uma torneira dentro de mim e uma quantidade enorme de sangue e pedaços de tecido começaram a sair. Naquele momento eu soube que estava perdendo meu bebê.
Foi o pior momento da minha vida.
Corremos pro hospital, o sangue jorrando de dentro de mim enquanto eu gritava de dor. Meu namorando acelerando e cortando todos os sinais. Chegamos no hospital e depois de muito remédio pra dor e muitos exames, a médica finalmente veio falar o que a gente já sabia: eu sofri um aborto.
Eu não consigo nem explicar o que senti na hora e o que ainda estou sentindo. É uma mistura entre dor, ódio e culpa que não me deixa em paz por nenhum segundo. Acho que tenho mais ódio sabe? De um Deus que nem sei ao certo se existe que todo mundo me diz pra confiar, mas que prega esse tipo de piada maligna nas pessoas dessa maneira. Eu estava bem antes de ficar grávida, nem pensando em ser mãe pelos próximos 2 anos. Aí veio assim, sem planejamento, no meio de uma pandemia, mesmo eu tomando os cuidados devidos, só pra depois arrancar de mim sem nenhuma explicação? Quem faz esse tipo de coisa? Não consigo imaginar um Deus do amor fazendo esse tipo de coisa doentia.
Meu namorado está do meu lado o tempo todo, me apoiando, mas eu sinto que eu deveria ser forte em alguns momentos, porque ele também está sofrendo. Mas eu não quero e nem consigo ser forte. Só quero deitar na cama e chorar 24 horas por dia.
E agora eu estou aqui nessa cidade que não conheço ninguém, sem minha família ou nenhum amigo por perto pra me dar um abraço, com um buraco imenso no coração e um útero vazio que não para de sangrar.
submitted by queimis to desabafos [link] [comments]


2020.08.24 04:30 errorloading134 Me ajudem pfvr

Conheci uma menina e nos aproximamos muito, cheguei a ir no aniversário dela e ficamos muito mais próximo, não nós assumimos no começo e brincávamos muito que estávamos namorando, dps de alguns dias ela mudou completamente, se afastou de mim e começou a postar status de uma tal outra pessoa que mora do outro lado do país, e até que um dia ela colocou que tava webnamorando, dps disso nos distanciamos mais, porém em alguns momentos conversamos um pouco, e ela me chamou pra casa dela, quando fui conversamos muito e tudo mais, nos beijamos mas não rolou nada de que só um beijo. Ela em alguns dias antes de eu ir pra casa dela ela dizia que queria ficar comigo no dia ela tinha mudado completamente mas só rolou um beijo, dps de tudo isso estamos ainda muito afastados mas as vezes vejo ela postando algumas coisas relacionada a uma outra pessoa e falando que estava namorando e ficando. Eu ainda chamei ela para vir ao meu aniversário, ela falou que vinha, tinha dito que estava já arrumada e já tava vindo, mas ela mandou mensagem falando que tinha chegado visita e que não conseguiria vir e que o pai dela não iria mais levar, e dps eu vi que ela saiu pra outro lugar. Mas afinal oq ela quer??
submitted by errorloading134 to relacionamentos [link] [comments]


2020.08.24 01:36 errorloading134 Me ajudem

Conheci uma menina e nos aproximamos muito, cheguei a ir no aniversário dela e ficamos muito mais próximo, não nós assumimos no começo e brincávamos muito que estávamos namorando, dps de alguns dias ela mudou completamente, se afastou de mim e começou a postar status de uma tal outra pessoa que mora do outro lado do país, e até que um dia ela colocou que tava webnamorando, dps disso nos distanciamos mais, porém em alguns momentos conversamos um pouco, e ela me chamou pra casa dela, quando fui conversamos muito e tudo mais, nos beijamos mas não rolou nada de que só um beijo. Ela em alguns dias antes de eu ir pra casa dela ela dizia que queria ficar comigo no dia ela tinha mudado completamente mas só rolou um beijo, dps de tudo isso estamos ainda muito afastados mas as vezes vejo ela postando algumas coisas relacionada a uma outra pessoa e falando que estava namorando e ficando. Eu ainda chamei ela para vir ao meu aniversário, ela falou que vinha, tinha dito que estava já arrumada e já tava vindo, mas ela mandou mensagem falando que tinha chegado visita e que não conseguiria vir e que o pai dela não iria mais levar, e dps eu vi que ela saiu pra outro lugar. Mas afinal oq ela quer??
submitted by errorloading134 to desabafo [link] [comments]


2020.08.24 01:13 errorloading134 Estou com um problema

Conheci uma menina e nos aproximamos muito, cheguei a ir no aniversário dela e ficamos muito mais próximo, não nós assumimos no começo e brincávamos muito que estávamos namorando, dps de alguns dias ela mudou completamente, se afastou de mim e começou a postar status de uma tal outra pessoa que mora do outro lado do país, e até que um dia ela colocou que tava webnamorando, dps disso nos distanciamos mais, porém em alguns momentos conversamos um pouco, e ela me chamou pra casa dela, quando fui conversamos muito e tudo mais, nos beijamos mas não rolou nada de que só um beijo. Ela em alguns dias antes de eu ir pra casa dela ela dizia que queria ficar comigo no dia ela tinha mudado completamente mas só rolou um beijo, dps de tudo isso estamos ainda muito afastados mas as vezes vejo ela postando algumas coisas relacionada a uma outra pessoa e falando que estava namorando e ficando. Eu ainda chamei ela para vir ao meu aniversário, ela falou que vinha, tinha dito que estava já arrumada e já tava vindo, mas ela mandou mensagem falando que tinha chegado visita e que não conseguiria vir e que o pai dela não iria mais levar, e dps eu vi que ela saiu pra outro lugar. Mas afinal oq ela quer??
submitted by errorloading134 to desabafos [link] [comments]


2020.08.19 02:25 gostodesushii O DIA QUE FINGI UMA TENTATIVA DE SUICÍDIO

Olá Luba, editores, gatas, turma e todos que estão a ler! Eu juntei muita coragem pra vir aqui e confessar o meu pecado. Peço de ante mão a todos que não me taquem pedras, já me arrependi muito disso que eu fiz. Ano passado tive meu primeiro relacionamento, e por ser o primeiro eu não sabia como lidar com algumas coisas. Acabou que um mês de namoro ele terminou comigo. Eu amava muito esse menino e fazia algumas coisas pra chamar atenção dele (tipo expor minha tristeza nos stories), pois eu sabia que ele ainda se importava comigo. O problema ficou pesado cinco meses depois do nosso término. Ele ainda estava ficando/namorando com uma garota que eu achava ser minha amiga. Chegou um dia que eu pensei em cometer suicídio, não por causa dele, mas por algumas coisas que eu estava vivendo na faculdade. A tentativa de suicídio não chegou a acontecer, graças a Deus recebi uma notícia que me fez ter um pouco de esperança em mim mesma. Acontece Lubinha que eu também quis me aproveitar disso para chamar atenção dele, mas sem que as outras pessoas do nosso ciclo de amigos soubessem, pois eles poderiam procurar minha família pra saber sobre mim. Então eu postei no status do WhatsApp ocultando pra outros contatos para que só a minha ex sogra pudesse ver, uma foto de uma garota em uma cama de hospital editada pra parecer que era eu. Eu sabia que ela veria e contaria para ele e ele iria vir falar comigo. Ela imediatamente me mandou mensagens para saber o que aconteceu comigo e eu contei a pior mentira de todas dizendo que havia sido atropelada por um carro no caminho para minha faculdade, não tive coragem de dizeinventar pra ela que foi "tentativa de suicídio", mas como eu esperava ela contou pra o garoto e ele ficou super preocupado, mas não veio falar comigo. Um tempo depois a gente conversou pessoalmente e ele me disse que sabia que o "acidente" havia sido uma tentativa de suicídio, mesmo eu não tendo dito essa parte a ele, ele simplesmente "ligou os pontos" e eu só concordei, levando a mentira pra frente. Meses depois nós voltamos a namorar e ele me contou o quanto tinha se culpado por não estar do meu lado quando eu mais precisei e por não ter me ajudado e evitado que eu tentasse cometer o suicídio. Esse lance ficou muito marcado nele e eu me arrependo muito por ter feito ele sentir que era culpado de uma coisa que nem aconteceu. Ele até teve crises por causa disso. Hoje nós não namoramos mais. Mas eu não tenho coragem de contar a verdade pra ele, somos amigos agora e eu sei que se eu disser tudo ele nunca mais vai olhar na minha cara e vai contar pros nossos amigos e tudo vai ficar horrível. Essa é a minha história Luba. Só um desabafo. Hoje não penso mais como antes, sei que o que fiz foi imperdoável e me odeio por ter que carregar isso, só espero que eu possa crescer mais.
submitted by gostodesushii to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.16 17:28 Henriquemfd Não sei oq eu sinto

Ano passado,eu me declarei para a minha melhor amiga,falei q precisava de um tempo e q n queria sentir isso por ela.Logo após,um mês(Janeiro) nós voltamos a se falar e ela disse "Não é um sim,mas tbm não é um não".E por oito meses continuou a me enrolar,e como ela era meu primeiro amor eu cai,já q nunca tinha passado por isso. Em abril/maio ,nos ficamos pela primeira vez,oq me deixou mais apaixonado,pensei q tava conseguindo conquistar ela,mas n Até que teve uma festa q essa menina foi, e ficou com o meu melhor amigo,q sabia q eu amava ela,então parei de falar com os dois.Mas isso n durou nenhuma semana,pq eu era trouxa.Só q essa menina começou a ficar serio com outro,ai eu tive q tentar superar,mas sem perder a amizade,até q no aniversário dela eu fiquei com uma outra amiga minha,e quando ela soube,diz ela q comecou a chorar por eu n estar com ela(ela estava com o ficante)entao está foi a última gota,falei q precisava de um tempo e me afastei. Agr q estou me reaproximando do meu ex-melhor amigo,descubro q ele e a menina estao namorando,e ele ta me instigando a chamar ela de volta,quero q felicidade dele acima de tudo,e tenho medo se eu voltar a falar com ela de me apaixonar dnv,oq eu faço?
submitted by Henriquemfd to desabafos [link] [comments]


2020.08.15 01:27 lolitanaololita Chão molhado

Olá turma que está a ver, papelões que não estão mais entre nós (F no chat) , gatas e papai Luba, hoje vim contar uma história que aconteceu comigo quando eu tinha uns 7/8 anos e eu nunca mais esqueci (o título tem tudo a ver, aguarde hehehehe). Na época eu cursava o segundo ano do fundamental e eu tinha um crush em um menino desde o maternal (meu primeiro amor) e ele se parecia com um anjinho (loirinho, olhos claros, todo fofinho) e eu era louca de amores por ele. Lá estava eu conversando com minhas amigas, quando elas tiveram a brilhante ideia, "duda, vai lá se declarar pra ele, vai que ele gosta de você", e eu toda inteligente tive a "brilhante ideia" de me declarar pra ele depois do recreio. Então, como qualquer menina atentada, lanchei e sai brincando (correndo, pulando, dançando, enfim sendo uma criança). -detalhe importante: um comi três fatias de pizza mais uma latinha de refrigerante- Enfim, minhas amigas falaram que ele tava na sala com os amigos dele e até me arrumaram (me deram florzinhas, me secaram e arrumaram o meu cabelo) e eu fui lá toda boba, pensando que sairia namorando (mal eu sabia o que ia acontecer). Eu entrei na sala, cheguei nele toda boba e falei na frente dos amigos dele e dele que eu gostava dele desde o maternal. Ele simplesmente riu de mim e falou como uma menina "como eu" namoraria com um menino como ele (ele era branco e eu morena) e antes dele terminar de falar, (se lembra que eu comi muito e corri loucamente?) eu vomito em cima dele, pra ser mais exata, no tênis novo dele e nessa hora, a minha professora amada chega e me tira daquela situação constrangedora. Ela me limpou e me ajudou a ficar melhor, e depois disso, o diretor (amigo da minha família) me levou pra casa. E depois disso eu tive trauma de meninos (mentira, to namorando kkkk) Enfim lubisco, essa foi a minha história um tanto embaraçadora, mais que serviu de conteúdo pra você ❤ Beijo de uma turmênica paraense e fallou❤
submitted by lolitanaololita to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.14 10:08 bolo_morfado EU TIVE O MELHOR SEXO DA MINHA VIDA!

Não sei nem por onde começar, mas é isso, foi uma experiência muito diferente de todas outras que eu já tive. Não sei se vou experenciar algo tão bom dnv.
A experiência foi com uma amiga de longa data, nós já vinhamos tendo um interesse um pelo outro a um certo tempo. A cada conversa que nós tinhamos, vinha de brinde uma tonelada de tensão sexual.
O problema é que ela está namorando com outro cara. Ele parece ser perfeito pra ela, mas acabou acontecendo, não sou inocente, nem ela, mas não nego como foi a melhor coisa que me aconteceu nesses últimos 5 anos.
Ela já vinha mostrando que o relacionamento entre eles dois estava meio abalado, e como a quarentena piorou ainda mais esse gelo. Não me orgulho do que fizemos, foi errado, ainda mais no meio de uma pandemia, mas não ne arrependo nem um pouco.
Bem, minha cidade até q ta lidando bem com essa doença, mas isso não anula o nosso vacilo, ainda mais se eu for detalhar como e onde aconteceu.
Ocorreu no carro dela, no meio das ruas do centro da cidade, já era noitinha, mas a cidade não anda tão movimentada quanto antes. Nós tinhamos combinado apenas de nos encontrar e batermos um papo, mas sabíamos bem que aquela fagulha poderia provocar um incêndio, pois bem, foi o que aconteceu.
Nunca imaginei que em tão pouco espaço eu iria tão longe, muito menos que levaria alguém "para a lua" como ela disse depois, ainda ofegante, procurando o fôlego em meio a selva de orgasmo para sussurrar no meu ouvido.
Deus do céu, eu nunca vou esquecer do cheiro dela, do seu suor, do seu gemido e dos olhos que, para um bom observador ficaria óbvio que, mais me penetravam do que eu a ela.
Me senti como um animal, sujo, mas plenamente satisfeito. Paguei pela gasolina e ficamos de rachar o concerto da suspensão do carro.
submitted by bolo_morfado to desabafos [link] [comments]


2020.08.10 16:22 PK_a Eu fui babaca por esconder o meu namoro da minha mãe por quase 2 anos?

Então, eu queria mto saber se eu fui uma babaca ou não com a minha mãe/minha família.
Vim de uma família um tanto conservadora (poucos possuem um pensamento liberal) e tbm de militares, mas esse não é o foco da história, eu sempre fui criada para poder "ter um namorado" e eu nunca me questionei sobre isso, pois além de ter sido ensinada desde pequena a ter esse pensamento, eu tbm nunca parei pra questionar sobre oq eu realmente queria
Já faz um tempo q eu "me descobri" q eu sou bissexual, e eu acabei conhecendo uma menina na internet, mas ela mora em outro país e por isso a gnt tem q manter o nosso contato a distância. Ficamos conversando por um tempo eai nós começamos a namorar, no começo eu não havia falado nada para a minha mãe pq eu não sabia q daria certo ou não. Depois de um tempo, fui notando q o nosso relacionamento tava dando certo e eu me sentia cada vez mais apaixonada por ela, foi aí ent q eu decidi em falar pra minha mãe sobre isso, pois eu confiava mto nela e sempre contava a maioria das coisas pra ela.
Qnd fazia mais ou menos uns 5/6 meses q estávamos namorando, eu falei para a minha mãe mas a reação dela não foi das melhores, ela me pediu pra apagar o contato dela na frente dela e nunca mais falar com a menina, aquilo me chocou mto pq eu não imaginava q a minha mãe reagiria daquela forma, ent qnd ela virou as costas, eu consegui o contato da minha namorada novamente, mas em outra rede social na qual a minha mãe não conhecia
Dps disso, q confiança q eu tinha sobre a minha mãe se quebrou totalmente, desde ent eu ficava me perguntando sobre oq eu poderia falar ou não com ela. Alguns DIAS dps, a minha mãe acabou pegando o meu celular enquanto eu tomava banho e descobriu q eu recuperei o contato da minha namorada, a gnt brigou bastante e eu quase chorei na frente dela, mas por ter uma certa dificuldade de chorar, isso não aconteceu, ela pediu pra eu excluir novamente o contato da garota e eu fiz oq ela mandou, mas novamente eu recuperei o contato em um aplicativo em q quase ngm da minha família tem e q graças a deus nós duas temos, desde ent nós conversamos em segredo e namoramos secretamente da minha família (ainda não tive a chance de saber sobre oq a família dela pensa sobre nós duas) e em novembro, iremos completar 2 anos de namoro, mas toda a minha família pensa q eu sou hétera e solteira
Eu fui babaca por tá escondendo o nosso namoro da minha mãe e da minha família por 2 anos e fingir q sou solteira na frente deles?
submitted by PK_a to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.07 04:33 rafaelgato55 Eu fui babaca por tentar ajudar minha amiga??

Olá luba, editores, gatas, papelões mortos, possível convidado e turma que está a ver. Eu conheci iarls no twitter, fomos conversando e ficamos muito próximos. encontrei ela pessoalmente num curso preparatório para o if, na época a nossa amiga em comum larls estava namorando uma menina do curso chamada farls, essa menina era muito toxica com ela, tanto que todo os dias do curso, que era uma vez por semana, a larls chorava por alguma coisa no relacionamento com ela (eu não falar muito sobre isso, pq eu não sei toda a historia delas). ai a larls terminou com a garota toxica e passou. Depois de um tempo a farls começou a conversar com a iarls, eu não me importei muito, pq elas eram amigas e tals. depois de um tempo a iarls disse que a farls falou que estava gostando dela, e eu respondi tipo: cuidado, lembra oq ela fez com a larls! e ela falou para eu ficar despreocupado, então fiquei de boa. Ai depois de um tempo, a iarls disse que começou a namorar a farls, eu fiquei muito preocupado, pq oq ela fez com a larls podia tranquilamente fazer com ela, a iarls falou para eu ficar despreocupado, pq ela estava ligada. passou um tempo e a farls começou a soltar aquelas famosas frases, essa roupa não está muito curta?? e etc. a gota d'agua veio quando eu a iarls e uma amiga nossa estávamos jogando ludo, a farls não parava de mandar mensagem, dizendo q ela não respondia, que era pra responder ela, e tipo uma partida de ludo demora um pouco, então tipo só por aquele tempo q iarls não respondia a farls surtou, eu e nossa amiga falamos com ela, sobre a menina tóxica e dissemos que ela já tava dando sinais e era pra ela cair fora, então foi e ela terminou o namoro com a farls. Porém a iarls era apaixonada ainda pela por ela e eu falava sempre pra iarls superar, na verdade eu só falava isso, todas as vezes, pq eu não sabia como ajudar, na minha cabeça ela tinha que dar um jeito de superar, já que farls fez muito mal pra ela e iarls tinha que esquecer de qualquer jeito. eu, ela e nossa amiga tínhamos um grupo no whatsapp que a gente trocava videos, e sempre nesse grupo a gente mandava videos de casais e tal falando que iamos morrer sozinhos. sendo que todas as vezes ela lembrava da falrs e eu falava sempre pra ela tentar forçar uma superação sla, eu só não queria ver ela triste por causa de uma pessoa que não vale a pena. um dia a gente chegou no assunto da falrs e eu falei a mesma coisa pra ela superar e tal, e ela foi e falou que estava tentando e eu fui e falei a maior merda "parece que tu nem tenta", ela ficou muito puta e falou "não sou obrigada a ler uma merda dessas", e saiu do grupo. depois nossa amiga que tava no grupo tbm disse que a gente não sabia como foi o relacionamento e que nós não poderíamos julgar e que era pra eu falar com ela. eu fui e falei (segue os prints). eu fiquei bem mal, pq na minha concepção eu estava ajudando, mesmo só falando que era pra ela superar. no final eu me afastei dela por um tempo, para não fazer mais nenhuma merda e não deixar ela mais triste.
então, eu fui o babaca?
http://imgur.com/a/ipgI1X5 (pf borra o nome dela que tá na conversa!)
submitted by rafaelgato55 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.06 19:40 antonfuckthis Eu dei um tempo com o meu namorado e ele quase morreu

Olá luba, editores e turma que esta a ver...Esse é o resumo da tragédia grega que aconteceu nesse ano maravilhoso. Sou gay e minha família não sabe disso, pois ela já se mostrou muito homofóbica e eu moro com meus pais e ainda não sou capaz de ser independente e me sustentar sozinho e faço o máximo para isso não vir a tona e me causar problemas. Eu estava namorando um cara mais velho, e nosso relacionamento sempre foi muito intenso, eu realmente me sinto muito completo quando estou com ele. Mas, devido a alguns problemas pessoais e na minha família, acabei dando um tempo em nosso relacionamento e pensei que seria melhor sair da vida dele do que dar falsas esperanças. E passamos 2 meses sem nos ver e conversar. E nesse meio tempo, ele contraiu covid-19 e, mesmo após a recuperação, teve algumas sequelas, incluindo fibrose pulmonar grave. E eu sabia que ele estava doente, mas não sabia que era tão sério (literalmente ele quase morreu). E mesmo tendo me afastado dele por opção minha, eu me senti extremamente mal pelo que eu fiz, e nesses 2 meses eu não consegui tirar ele do meu coração. Tomei coragem e fui falar com ele no whatsapp, e ele me contou o que passou, e mesmo não sendo explícito, senti que o machuquei muito porque não estava ao seu lado nessa situação. Pedi desculpas pelo que fiz e ele foi muito compreensível comigo, mas sinto que as coisas não são mais as mesmas entre nós. Sinto que nosso amor acabou por causa de minhas atitudes egoístas. E o pior que não posso fazer nada para consertar as coisas... E sou babaca pelas minhas atitudes?
UPDATE : eu sou músico e hj eu tirei um tempo e fiz uma música instrumental e dei para ele. E ele ficou emocionado pq ninguém nunca tinha feito nada assim para ele. E de certa forma isso foi uma espécie de redenção para mim e eu sinto agora que as coisas estão voltando ser como antes...
submitted by antonfuckthis to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.06 18:52 antonfuckthis Deixei meu namorado e ele quase morreu...

Sou gay e minha família não sabe disso, pois ela já se mostrou muito homofóbica e eu moro com meus pais e ainda não sou capaz de ser independente e me sustentar sozinho e faço o máximo para isso não vir a tona e me causar problemas. Eu estava namorando um cara mais velho, e nosso relacionamento sempre foi muito intenso, eu realmente me sinto muito completo quando estou com ele. Mas, devido a alguns problemas pessoais e na minha família, acabei dando um tempo em nosso relacionamento e pensei que seria melhor sair da vida dele do que dar falsas esperanças. E passamos 2 meses sem nos ver e conversar. E nesse meio tempo, ele contraiu covid-19 e, mesmo após a recuperação, teve algumas sequelas, incluindo fibrose pulmonar grave. E eu sabia que ele estava doente, mas não sabia que era tão sério (ele literalmente quase morreu). E mesmo tendo me afastado dele por opção minha, eu me senti extremamente mal pelo que eu fiz, e nesses 2 meses eu não consegui tirar ele do meu coração. Tomei coragem e fui falar com ele no whatsapp, e ele me contou o que passou, e mesmo não sendo explícito, senti que o machuquei muito porque não estava ao seu lado nessa situação. Pedi desculpas pelo que fiz e ele foi muito compreensível para mim, mas sinto que as coisas não são mais as mesmas entre nós. Sinto que nosso amor acabou por causa de minhas atitudes egoístas...
submitted by antonfuckthis to desabafos [link] [comments]


2020.08.06 16:49 NicolasSchieberwein Deu um beijo no meu amigo e ele me deu um empurrão (part 2)

Ontem postei uma história aqui: https://www.reddit.com/TurmaFeira/comments/i47y38/beijei_meu_amigo_e_ele_me_deu_um_empurr%C3%A3o/?utm_source=share&utm_medium=ios_app&utm_name=iossmf
Eu poderia esperar mais tempo para saber melhor como isso vai se desenrolar, mas eu sou ansioso.
Resumindo eu dei um beijo nele e ele me empurrou. E uma pessoa nos comentários me deu coragem para ir far com ele. Mandei uma mensagem para ele, pedi desculpa e disse que entendia se ele estivesse bravo e não quisesse conversar, ele disse que não tava bravo, me pediu desculpa por ter empurrado e disse que tinha gostado do beijo, e que só tinha me empurrado pq ficou surpreso e muito nervoso. Depois disso combinamos de se encontrar no mesmo dia. Conversamos e essa foi mais ou menos a conversa que se desenrolou (só que bem resumido):
Eu: Desculpa pelo beijo
C: Não foi nada
Nicolas, vc é gay?
Eu: Não, você é?
C: Não sei, você me deixa confuso
O que vai ser de nós agora.
Eu: Não sei, eu não quero de nenhuma forma perder sua amizade, e também ñ sei se estou pronto para entrar em um relacionamento
C: Também não quero perder sua amizade, mas eu goste do beijo
Eu: Eu também
A gente pode ser aquele tipo de amigo que se pega
C: É
Minha vó não vai gostar nada disso
Eu: Ela não precisa saber, pode ser algo só nosso, pelo menos por enquanto
Depois disso eu fui para casa dele e a gente ficou conversando e “namorando”. Teve gente falando que eu tinha forçado ele a me beijar, perguntei para ele é ele disse que não foi forçado, que só foi um beijo que surpreendeu ele, disse que ele estava dando em cima de mim, só não esperava que eu desse um passo tão grande e tão de repente, também perguntei se ele achou que eu abusei dele, ele disse que ñ pq ele gostou do beijo. Ele também ficou puto e xingou muito as pessoas que chamaram ele de burro, e disseram que se ele conversasse /ñ conversasse comigo ele seria um idiota.
Nós tiramos uma foto e eu postaria aqui se desse, mas como não dá imaginem: Um menino de cabelo preto e óculo lambendo a cara de um menino loiro baixinho.
submitted by NicolasSchieberwein to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.06 06:08 denesfernando Sou Babaca Por Querer Que O Namorado Da Minha Amiga Não Passe Mais A Quarentena Aqui E Volte Pra Casa Dele?

Olá Luba, editores, gatas e Turma. Essa história que vou compartilhar aqui é recente, ainda estou tratando em terapia, mas ela começa um pouquinho lá atrás.
Um ""pouco"" de background para situar a todos de onde tudo isso começou.
Em 2013 comecei namorar um cara que vou chamar de Karen, por ele ser muito, mas muito CUSÃO (inclusive, ele se parece muito com você Luba e por vocês serem tão idênticos, eu passei um bom tempo sem assistir o canal, pois não conseguia te ver sem lembrar dele). Mas, enfim, em 2015 ele e o grupo da faculdade dele decidiram morar todos juntos em uma casa perto da faculdade, pois estava exaustivo para todos trabalharem em pontos distintos da cidade (São Paulo, para se alguém quiser se situar).
Então, em janeiro de 2016, eles se mudaram e eu ia para lá aos fins de semana, até que acabei me mudando para a casa em Junho do mesmo ano, no dia do meu aniversário.
Pois bem, foi uma fase horrível da minha vida por causa do meu ex, terminamos em maio de 2017 e tive que sair da casa. Esse meu ex era um abusador, um aproveitador, a pior pessoa que eu poderia ter conhecido na minha vida. Os abusos psicológicos que ele cometeu comigo, afetaram totalmente minha confiança e em como eu viria a me relacionar com outros caras, fora as crises de ansiedade que eu arrasto até hoje.
Mas então, eu fiquei amigo dos amigos dele da faculdade e em especial da Karls que virou minha melhor amiga.
Em 2017 eles terminaram a faculdade e em 2018 o contrato da casa venceu e eles finalmente poderiam se mudar, áquela altura ninguém suportava mais olhar pra cara do Karen.
Então, foi nesse momento, que a Karls e o Akarls me chamaram para vir morar com eles numa nova casa. Sem o Karen. E hoje nós três vivemos como uma família feliz com os nossos pets.
2019
Eu conheci um cara, eu vou chamar ele de Lars.
Lars e eu começamos a trocar mensagens, se conhecer, nos aproximarmos. Até então, antes dele, todos os outros caras que eu acabei ficando, não davam certo, (tem muito gay problemático nessa cidade). Mas Lars foi diferente, conforme nos conhecíamos, ele ia transpondo todas as muralhas que eu usava como defesa, pois meu maior medo seria voltar para um relacionamento abusivo, tóxico e doentio.
Com o Lars eu fui bem devagar, realmente queria conhecer ele, pra ver se o que eu estava sentindo era o certo e se ele não iria me fazer mal.
Nesse tempo conhecendo ele, eu desabafava com Karls todas as minhas inseguranças, pois ela tinha vivido todo o meu drama com o meu ex, ela sabia dos meus medos, receios, inseguranças em me relacionar com alguém e ela me dava todo o apoio, pra poder voltar a acreditar e saber que nem todo mundo é igual o Karen, que na verdade eu dei azar com o Karen, mas que não seria assim de novo.
Depois de tantos embates sobre minhas agruras eu acabei me desarmando e me permiti começar algo com o Lars.
Um mês e meio depois, finalmente decidi trazer ele em casa, para conhecer meus amigos e 😏.
Então, foi nesse fim de semana de novembro de 2019 que coisas aconteceram.
Depois de ficarmos, acabei aceitando os meus sentimentos por ele, pensei que depois de tanto tempo solteiro, passando por aventuras fracassadas com pessoas que não se encaixavam, onde a química só proporcionava uma reação inicial. Ali estava talvez o momento de poder compartilhar momentos com alguém.
Mas aquele início de sonho desmoronou muito rápido. No domingo quando ele estava pra sair para trabalhar, Lars me contou que iria para o Beto Carrero com um amigo. Fui pego de surpresa, pois ele não havia mencionado nada nas nossas conversas durante a semana.
Na época, Lars trabalhava como bartender numa cafeteria e reclamava de trabalhar muito, não ter finais de semana livres e só folgar nas segundas-feiras.
Como não tínhamos oficializado nada, nossa primeira vez foi na noite anterior e o fato de estar disposto a querer começar a construir uma relação tinha sido algo que eu havia arrazoado no meu coração, achei absurdo demais eu questionar porque ele não tinha me falado nada antes.
Tudo bem, ele iria no Beto Carrero com um amigo, logo após sair da cafeteria. Pegaria o ônibus na estação do Tietê no domingo a noite, passaria o dia no parque, já que a folga seria na segunda, e na segunda a noite ele voltaria e iria trabalhar na terça-feira de manhã. Eu, pelo menos, imaginei que seria assim.
Na segunda-feira, eu fui trabalhar normal, vi as fotos dele no Beto Carrero, os stories no Instagram aparentemente nada de estranho, mas a primeira coisa que me chamou a atenção foi o fato dele não ter postado um único story com o amigo, mas até aí, se eu encucasse com isso, seria uma atitude tóxica e eu não queria isso. Numa relação deve existir confiança.
Nós não nos falamos o dia inteiro, pois eu não iria ficar o importunando num passeio como aquele, que ele aproveitasse o máximo possível. Foi quando às 18:00 eu resolvi mandar uma mensagem para ele, já que eu estava saindo do trabalho.
A mensagem era mandando um "oi" e desejando que ele tivesse se divertido bastante e fizesse uma viagem tranquila de volta.
Foi quando ele me respondeu que não voltaria aquela noite, que ele iria para Balneário Camboriú com o amigo passear de barco. Eu fiquei completamente sem reação, foi um choque. Ele só reclamava de como o trabalho explorava ele, não era flexível e do nada, de uma viagem totalmente espontânea que aconteceu aleatoriamente pra aproveitar um dia de folga num bate e volta, surgiu uma folga no dia seguinte.
Eu não tive como não ser arrastado de volta para os tempos do Karen, onde eu fui trouxa por anos, onde ele matava aula pra transar na escada da faculdade, dizia que ficava até mais tarde no serviço pra não pegar trânsito, mas na verdade ia para dates furtivos de apps de pegação (inclusive tenho uma história ótima com relação a isso da época do Karen), enfim, meu cérebro e meu coração ligaram o sinal vermelho, as sirenes começaram a zunir no meu ouvido, a última coisa que eu queria era ser enganado como fui na minha última relação.
Voltando, Lars não falou mais nada depois disso, fui pra casa naquele dia. Na terça-feira de manhã, outro sinal de alerta, não tinha nenhuma mensagem no celular. Isso poderia ser irrelevante, se a gente não tivesse passado o último mês e meio, trocando várias mensagens e memes da hora que acordava até a hora de dormir. Me senti mal, a conversa tinha morrido da noite para o dia, fiquei angustiado, pois eu estava começando a gostar dele e aquilo mudou da noite para o dia.
Terça-feira se foi, ele em Balneário Camboriú, fotos e stories no Instagram se seguiram e nada desse amigo misterioso.
Finalmente, a noite ele estava voltando e mandou uma mensagem dizendo que estava exausto, mas estava voltando. Nesse momento, minha mente já tinha formulado mil e uma histórias, mas resolvi ser prudente, apesar da angustia que estava sentindo.
Foi difícil dormir aquela noite, na manhã seguinte, ele mandou uma mensagem dizendo que havia chegado, estava exausto, mas estava indo trabalhar.
Nossa conversa, já não era a mesma, algo tinha mudado, as palavras ou a ausência delas são um termômetro para o coração, escrever para outra pessoa é um ato de conexão e o nosso elo havia se rompido.
Foi quando resolvi confrontá-lo.
Segue abaixo a conversa no whatsapp:
[28/11 11:56] Denes: Desculpa, Lars.
[28/11 11:56] Denes: Eu não sei de fato o que aconteceu
[28/11 11:56] Lars: Pelo o que ?
[28/11 11:56] Denes: mas desde terça que eu sinto que nossa conversa morreu
[28/11 11:56] Lars: :(
[28/11 11:56] Lars: Eu que peço desculpas
[28/11 11:57] Denes: se vc puder me dar uma luz
[28/11 11:57] Lars: Questão de conversa tbm não sei ... :(
[28/11 11:58] Lars: Não quero ser cuzao contigo
[28/11 11:58] Denes: me diz o que tá acontecendo
[28/11 11:59] Lars: Gosto olhando no olho
[28/11 11:59] Lars: Gosto de vc
[28/11 11:59] Denes: talvez não haja olho no olho se eu não entender o que está acontecendo
[28/11 12:00] Denes: eu tb descobri que estou gostando de vc
[28/11 12:00] Denes: descobri de uma maneira bem ruim
[28/11 12:00] Denes: só quero que vc me diga
[28/11 12:00] Denes: sem medo
[28/11 12:02] Lars: Eu recebi uma ligação de alguém antes de viajar que me deixou balanceado
[28/11 12:02] Denes: prossiga
[28/11 12:02] Lars: Não gosto da ideia por aqui
[28/11 12:03] Lars: Mas tá bom ...
[28/11 12:03] Denes: por favor, agora que começou, não pare
[28/11 12:03] Lars: Pouco antes de conhecer vc eu tinha acabado um relacionamento ...
[28/11 12:03] Denes: hum
[28/11 12:04] Lars: E tipo ainda algo que me deixa balançado e tal ...
[28/11 12:05] Denes: entendi
[28/11 12:05] Denes: ah...
[28/11 12:05] Lars: E tipo não quero mentir pra vc
[28/11 12:05] Lars: Nem ser um cuzao contigo me entende
[28/11 12:05] Lars: Quero ser sincero sempre
[28/11 12:05] Lars: Não só com vc mas comigo mesmo
[28/11 12:06] Denes: então, o livro de Harry Potter que está com vc, foi um presente de um amigo meu que faleceu esse ano, será que posso pegar com vc na catraca amanhã da Santos Imigrantes
[28/11 12:06] Lars: Sim ... Claro ... Mas queria conversar mais com vc pessoalmente
[28/11 12:06] Lars: Se não se importar
[28/11 12:07] Lars: Tenho um presente pra vc
[28/11 12:07] Denes: eu vou me importar
[28/11 12:07] Denes: por favor, sem presentes
[28/11 12:07] Lars: Tudo bem :(
[28/11 12:09] Denes: amanhã as 8:30 te encontro na Catraca
[28/11 12:09] Lars: :( eu lhe entendo sabe ... Mas confesso que gosto de vc e queria que vc permanecesse na minha vida independente de qualquer coisa
[28/11 12:09] Denes: não será possível
[28/11 12:09] Lars: Tudo bem eu entendo vc ... :(
[28/11 12:09] Lars: Me desculpa
[28/11 12:10] Denes: te encontro amanhã na catraca sem falta
[28/11 12:21] Lars: Hj vc sai que horas do trabalho?
[28/11 12:24] Denes: Desculpa, Lars. Mas eu só pretendo te encontrar para pegar o meu livro. Não, temos nada para conversar. Você não me deve satisfações, justificativas ou esclarecimentos. Apenas o meu respeito. Mas, mesmo assim. Esse ponto final precisa ser colocado.
[28/11 12:25] Lars: Tudo bem eu entendo e respeito vc ... Falei de hj pq posso te entregar hj o livro
[28/11 12:25] Lars: Ele está comigo aqui no trabalho
[28/11 12:26] Denes: Eu saio às 18:00
[28/11 12:26] Lars: Posso te entregar hj o mesmo horário ... Na estação melhor pra vc
[28/11 12:27] Denes: Que horas na Santos Imigrantes vc vai passar por lá?
[28/11 12:27] Lars: Umas 19h a 19:30
[28/11 12:28] Lars: Mas espero a sua hora
[28/11 12:28] Denes: Okay, as 19:00 estarei lá
[28/11 12:28] Denes: Se chegar antes estarei sentado em algum dos bancos da plataforma
[28/11 12:29] Lars: Tá bom
[28/11 12:29] Lars: Sei o que vc vai falar ... Mas desculpas :(
Quando ele falou dessa ligação do ex e ficou balançado, eu senti uma enxurrada de sentimentos negativos, o tsunami de chorume que eram as mentiras do Karen voltando a tona. Todas as desculpas esfarrapadas, parecia que eu estava vivendo tudo outra vez.
Eu estava cego, na gana de não querer cometer os mesmos erros do passado, acabei sendo seco, duro e intolerante, condenando um pelos erros de outro.
Eu já tinha sentenciado dentro de mim que aquela viagem foi algo que ele tinha programado com o ex e que tinha ido com ele e que eles tinham se acertado e que ele queria me manter como step se nada desse certo. Enfim…
Nesse mesmo dia, fui buscar o meu livro (um fato curioso, esse livro que foi presente de um amigo que veio a falecer em 2019, foi um presente pra me lembrar o quanto eu sou uma pessoa corajosa, era a edição de 20 anos da Pedra Filosofal nas cores da Grifinória e dentro ele escreveu a famosa frase da Luna "As coisas que perdemos sempre acabam voltando para nós. Mas nem sempre na forma em que pensamos." https://imgur.com/a/ebJFd2U
Ironicamente, quando paro pra olhar isso em particular, penso na grande ironia de tudo.
Eu cheguei antes na estação, fiquei esperando, sentado num banco na plataforma, vendo vários trens passando, várias pessoas descendo na estação vindo depois de mais um dia de trabalho. A minha ansiedade estava a mil, eu queria chorar, estava angustiado com tudo aquilo, pior, sem entender como "tinha cometido" o mesmo erro outra vez.
Ele chegou uns 15 minutos depois, estava com o livro na mão, eu peguei o livro e então ele me estendeu os braços pedindo um abraço, fiz com ele o que eu devia ter feito com o Karen, olhei para ele com a minha pior cara de desgosto e nojo e falei "Adeus", virei as costas e deixei ele lá.
Hoje, não me orgulho do que eu fiz, sinto vergonha quando penso, mas para que vocês entendam aquele gesto, mesmo ele não sabendo, era algo traumatizante, no término com o Karen, quando coloquei minhas malas e meus livros no táxi, ele chegou até mim e na maior cara de pau, na sua maior interpretação pra burguês ver, ele me pediu um abraço e o trouxa aqui cedeu esse abraço, então ele sussurrou no meu ouvido "Sou eternamente grato por tudo o que a gente viveu e você vai sempre poder contar comigo para o que você precisar" e quando eu precisei o que eu ouvi? "Não tenho obrigação nenhuma de te ajudar."
Quando eu saí da estação, bloqueei o Lars em todas as redes sociais, Facebook, Instagram, Whatsapp e até o número dele pra ele não me mandar SMS ou ligar. Não queria nunca mais ouvir falar dele pelo resto da minha vida.
Alguns dias se passaram e a Karls me contou que Lars havia mandado mensagem para ela no Instagram dizendo que estava preocupado comigo, queria falar comigo e eu irredutível falei que nunca mais queria saber nada a respeito dele.
Então ali eu tinha colocado uma pedra em cima desse assunto, vida que segue.
Dezembro de 2019
Karls é uma garota muito linda, mas em todos esses anos de amizade ela só se envolvia com os piores caras do Tinder, uma fase da vida dela que fazemos piada, mas que se você olhar atentamente, era bem triste.
Ela tinha o sonho de conhecer um cara bacana, compartilhar momentos, viver toda aquela fantasia de namoro, dormir abraçada, assistir anime, cantar músicas da Disney e cozinhar todos os pratos possíveis de todos os programas de culinária que existem no mundo.
Depois de anos, esse cara apareceu. Vamos chamá-lo de Darls.
Darls é um cara super carismático, que faz amizade por onde ele passa, falador, contador de piada, solicito, uma pessoa que todo mundo iria adorar ter como amigo.
JANEIRO 2020
Parecia que Darls sempre esteve nas nossas vidas, Akarls e eu o recebemos de braços abertos, pois víamos o quanto ele fazia Karls feliz.
Logo ele começou me pedir dicas e mais dicas de coisas que fariam a Karls feliz e nesses 5 anos de amizade eu era a pessoa que mais sabia de tudo o que a Karls gostava.
FEVEREIRO 2020
Eles oficializaram o namoro, (meio rápido, mas…), então ela entrou numa tour para conhecer todas os amigos dele, pois ele queria apresentar a namorada para as pessoas importantes na vida dele.
Darls mora a 35km de distância, num bairro distante, 2 horas de viagem no mínimo, mas ele sempre estava vindo passar mais tempo aqui.
MARÇO 2020
Pandemia chegou, isolamento social foi instaurado, pessoas em casa. Eu sou editor de vídeo, então estou trabalhando em casa desde que esse inferno começou. E quem acabou vindo para cá, também? Exatamente, Darls.
A companhia dele era agradável, e por vermos Karls feliz, nada objetamos, aceitamos naturalmente a estadia dele aqui. Mesmo que nunca tenhamos conversado isso entre nós, foi natural olharmos para a felicidade dela.
ABRIL 2020
Um mês de quarentena, eu sou uma pessoa ansiosa. Solteiro que passou da barreira dos 30, já havia sentenciado que não conheceria ninguém e morreria só, pois já estava sem esperança de conhecer alguém em um mundo sem um vírus mortal, imagina em um mundo onde estar perto 2 metros de alguém pode ser sua sentença de morte.
Eu comecei entrar numa crise terrível, comecei trabalhar demais, a fazer 12 horas de trabalho por dia e no meu tempo vago eu comecei a assistir todos os filmes e curtas gays já foram produzidos no mundo. E nisso, fiz a burrada de assistir um filme que superestimei por anos.
Brokeback Mountain.
'O que eu fiz da minha vida?'
Eu fiquei tão mal, mas tão mal, que naquela noite eu fui dormir chorando e os dias que se seguiram eu tive tanto remorso pelo final daquele filme, que certo dia eu comecei chorar na frente da Karls e do Darls enquanto a gente almoçava.
No final de abril, meu tio implorou que eu fosse na casa dele, pois estava tendo um problema entre minha mãe e minha irmã e ele estava preocupado da minha mãe acabar se metendo em um avião e vindo pra São Paulo no meio de uma pandemia. Fui, como se eu já não estivesse colapsando, ainda tinha que resolver o problema de outras pessoas.
Naquela semana, eu assisti um vídeo, tenho 80% de certeza que foi no LubaTV os outros 20% acho que foi no canal do Henry Bugalho, que falava sobre perdão, algo do tipo "se não perdoamos, do que adianta pedirmos desculpas" e eu já estava muito reflexivo.
De noite, eu estava no apartamento do meu tio, quando recebi uma notificação de que alguém tinha me seguido no Twitter.
Abri a notificação e vi que era o Lars me seguindo quase 6 meses depois. Ele não tinha twitter e tinha criado uma conta por causa da quarentena.
Minha primeira reação foi bloquear ele, mas aí bateu aquele turbilhão de coisas acumuladas nessa quarentena. O final de Brokeback Mountain, a fala sobre perdão e um detalhe sobre o Lars que pesou muito, ele tem diabetes, acho que é um tipo raro, ele desenvolveu super novo, ele toma dois tipos de insulina, ele é grupo do risco.
Sentei no sofá e me perguntei, 'o que ele queria depois de todos esses meses? Ele não entendeu o meu "Adeus"?'
Pois, bem. Fui até o Instagram, desbloqueei ele e mandei a seguinte mensagem:
"O que você quer?"
Ele levou uma meia hora pra me responder, o 'digitando…' parecia eterno.
Resumindo, ele falou que se importava muito comigo, que eu marquei a vida dele, que nunca quis se distanciar de mim, que jamais foi a intenção me magoar com o que quer que tenha acontecido e que nunca dei a oportunidade dele se explicar.
E eu respondi, que não importava o que ele tivesse para me dizer, não ia mudar a opinião que eu tinha sobre ele.
Ledo engano, meus caros.
Fui dormir às 4 da manhã, tirei tudo de dentro de mim, tudo o que eu inventei na minha cabeça. Porque no meu relacionamento anterior eu ouvi tantas mentiras, que acabei jurando que qualquer um iria mentir para mim, era o único referencial que eu tinha.
Só para que vocês saibam, era realmente um amigo, as fotos que ele tirou junto com o amigo no Beto Carrero, foram todas no celular do amigo a folga da Terça-feira, o chefe dele estava devendo uma folga para ele e como ele não iria poder tirar essa folga a mais do que as que estavam previstas para Dezembro, o chefe deu a folga pra ele na terça para que ele aproveitasse mais um dia de viagem. E sim, o ex dele ligou, ele ficou balançado, pois eles tinham tido uma história recém terminada, mas ele me contou, primeiro porque eu insisti, mas também porque ele não queria mentir pra mim, já que eu tinha todo esse problema com mentiras, então ele queria ser honesto comigo desde o início e que nunca foi a intenção dele voltar com o ex, tanto que ele não voltou, ele queria estar comigo, e que mesmo tendo passado todo aquele tempo ele nunca tinha me esquecido e não tinha desistido de mim.
Eu falei para ele que não sabia como reagir a tudo aquilo, disse que não sabia se seria capaz de confiar nele. E que ele não tivesse esperança, mas que eu iria refletir sobre tudo aquilo.
Então eu voltei pra casa e compartilhei a história com Karls e Darls.
Karls ficou meio com o pé atrás, mas Darls me apontou os erros que eu cometi, me fez enxergar o quanto eu tinha exagerado pelo medo e desconfiança que eu tinha, que não tinha nada a ver com Lars e minha ficha caiu.
Agora, tudo o que me restava era o meu orgulho, eu precisava passar por cima disso.
Voltei a conversar com Lars, aos poucos, foi difícil no início, mas ele foi muito tolerante, eu expliquei que não estava sendo fácil voltar a conversar com ele, mas que compreendi que muito daquela situação era culpa minha.
Ele começou a me mandar mensagens de manhã e a noite, de bom dia e boa noite e esporadicamente algum meme. Foram duas semanas conversando quando houve a necessidade da gente se ver. Eu não sabia como iria reagir.
Sim, ele viria aqui em casa no meio de uma quarentena, mas antes que cresça os julgamentos, moramos próximo um do outro, ele viria a pé, sem pegar nenhuma condução e num horário de pouco fluxo.
MAIO 2020
Então comuniquei que ele viria aqui em casa para Karls, Akarls e Darls. Aparentemente, achei que todos tinham recebido a notícia de bom grado.
Ele veio, a primeira coisa que ele fez foi ir para o banheiro tomar banho, com Covid não se brinca. Depois, sentamos e conversamos, e mais uma vez, eu falei tudo de novo, dessa vez olhando no olho, colocando tudo a limpo, uma conversa franca, contei de todas as impressões que eu tive de tudo o que aconteceu, como a narrativa se construiu na minha cabeça e porque agi da maneira que agi.
Em contra partida, ele disse que estava tudo bem, disse que ficou muito chateado, mas os amigos dele conversaram com ele dizendo que tinha um motivo para eu agir como eu tinha agido. Ele me falou que nunca me esqueceu e queria ter uma oportunidade de conversar comigo e esclarecer as coisas, pois sabia que tudo tinha sido um grande mal entendido. Ele falou que mandou várias mensagens para a Karls, mas não obteve resposta. E quando ele me mandou o convite no Twitter, ele disse que seria a sua última tentativa de se aproximar de mim, se não desse certo, ele mesmo desistiria de tudo.
Ele passou três dias aqui em casa, eu não me abri tanto com ele com relação a isso, mas eu senti muito remorso por como as coisas aconteceram por minha causa.
Outra coisa, lembra na mensagem, quando ele falou que tinha um presente para me dar e eu falei que não queria? Ele trouxe o presente, ele guardou o presente todo esse tempo e disse que toda vez que via o presente, ele lembrava de tudo o que a gente viveu e a coisa que ele mais queria era me dar esse presente, que ironicamente ele comprou na viagem para o Beto Carrero.
Era um funko do Harry Potter, já que eu amo muito Harry Potter. (Não, não sou transfóbico, eu amo Harry Potter desde 2000). http://imgur.com/gallery/cah0Ry7
Ele voltou pra casa dele. Continuamos a nos falar, reatar laços, ter essa troca.
Compartilhei minhas impressões com Karls e Darls, eu estava relutante, desacreditado. As pessoas subestimam relacionamentos abusivos, mas a gente carrega coisas por anos, os estragos são terríveis, estava eu provavelmente estragando uma oportunidade de ser feliz por medo de ser feliz.
As coisas foram devagar, estávamos conversando de nossas rotinas na quarentena, ele o quanto sentia falta do trabalho e não aguentava mais assistir séries e eu o quanto estava trabalhando e engordando, já que editor de vídeo trabalha em casa, praticamos isolamento social antes disso "estar na moda" (✌️ salve editores do canal, eu juro que tô escrevendo essa história que já passa de 4 mil palavras, pensando se realmente o Luba lerá essa história na Turma-Feira, fico imaginando no trabalhão que vocês vão ter pra editar, se eu puder pedir, posta a Timeline pra eu ver como ficou no final, curto muito timelines [Sim, pra quem não entende, isso é meio creep]).
JUNHO 2020
Lars voltou, veio para estar comigo no meu aniversário, inclusive ele me presenteou com Find Me do André Aciman, ele disse que queria me dar a muito tempo, pois em novembro do ano passado eu estava lendo Call me by your name e eu estava namorando pra comprar o livro quando fosse lançado, mas não deu nem tempo dele poder comprar na época.
No meu aniversário, resolvi cozinhar para comemorar, fazer escondidinho de frango. Eu estava de folga e queria fazer algo especial para Karls, Darls, Akarls e Lars. Eu passei a tarde e começo da noite cozinhando e Lars me ajudando.
Então, aconteceu o estopim de todo o caos.
Karls e Darls desceram e viram que o escondidinho não estava pronta ainda, ela fechou a cara e disse "Nossa, ainda não está pronto?". Depois eles fizeram um sanduíche e comeram e subiram, bastou aquilo pra me entristecer, até entendo que ela poderia estar com fome, mas ela bater porta de armário e a porta da geladeira acabou todo o meu ânimo, me senti super mal.
Comi aquele escondidinho triste, o clima na mesa estava tenso e na boa o que era pra ser uma comemoração no que eu acreditava ser entre família, foi a porcaria de um jantar de aniversário que eu perdi tempo fazendo.
Lars voltou pra casa dele, continuamos nos falando e estreitando os laços, aproveitando a companhia um do outro, e finalmente no meio de toda essa situação de merda que estamos vivendo no planeta, senti uma esperança de que talvez tudo daria certo, pelo menos uma vez.
Mais uma vez, ele veio passar o fim de semana aqui em casa, e foi divertido, assistimos filme, contamos piadas e o melhor, eu estava podendo dormir abraçado com ele, por a cabeça no travesseiro e não me sentir só.
JULHO 2020
O mês do caos, eu odeio Julho, por tantos motivos, sério. Eu tenho inúmeras histórias de desgraças nesse mês que PQP (Gif da Xuxa).
Lars me mandou mensagem dizendo que ele teve uma briga terrível com o sobrinho dele, na briga eles só faltaram sair na porrada, ele falou que estava mal por estar na casa da irmã dele e por toda essa indisposição com o sobrinho que tem 18 anos e é um completo folgado. Ele disse que iria procurar um lugar pra ficar, mas até lá, ele perguntou se poderia ficar aqui até encontrar esse lugar.
E como eu já fui colocado pra fora de casa pelo meu tio e me vi sozinho, eu sei o quanto é importante ter alguém pra estender uma mão amiga nessa hora.
Eu respondi que sim, mas que ia comunicar o Karls e o Akarls. Expliquei a situação Lars e eles falaram que tudo bem.
A Karls começou a fazer um freela permanente em um grande estúdio aqui de SP, então ela já não estava ficando em casa e quando estava, ficava a maior parte do tempo com o Darls, que ficou aqui em casa, mesmo ela trabalhando regularmente, já que as coisas estão flexibilizadas por aqui.
A princípio, Lars ficaria aqui até dia 10, ele tinha acertado de ir morar com um pessoal que ele achou num grupo do Facebook, mas o lugar onde esse pessoal ia morar não deu certo, pelo o que ele me contou, foi lance com a Porto Seguro, ele ficou decepcionado, porque os meninos eram legais. Então, ele voltou para a busca de encontrar um lugar pra ficar, eu inocente disse que ele poderia ficar o tempo que precisasse.
Interiormente, eu queria me redimir por toda a injustiça que foi o nosso início, queria fazer certo dessa vez, pois ele estava sendo bom pra mim e eu nunca tinha tido isso, esse convívio.
Enquanto ele estava aqui, comecei a ter companhia para o almoço, passei a comer direito, já que ele é obrigado a comer certo por causa da diabetes, eu estava até me alimentando nos horários certos. As noites assistíamos séries abraçados, até a hora de dormir. Parecia um oasis no meio de todo esse inferno que estamos vivendo, por um único instante eu esqueci de tudo de ruim.
Nesse período, ele estava procurando vários quartos, mas só encontrava cativeiros sendo alugados por mercenários.
Conforme o mês ia passando, Karls estava bem estressada com tudo e quando estava todo mundo na cozinha, ela parecia evitar querer falar com ele. No início, eu pensei que fosse TPM ou alguma coisa em particular dela com Darls.
Mas eu tive certeza que era alguma coisa com o Lars, no dia que estávamos jantando e ela veio informar que o botijão de gás tinha acabado e ela tinha comprado um novo, mas ela insinuou que estávamos cozinhando demais. Eu fiquei, sem reação, pois não esperava por aquilo, como eu falei, ela e o Darls estavam fazendo todas as receitas que existiam na internet, como que o Lars 10 dia aqui era a causa do botijão ter acabado?
Então aquilo começou a ficar espinhoso e o meu erro foi não ter confrontado. Eu comecei a me sentir acuado com o Lars e não sabia o que fazer, ele já estava numa puta situação frágil por ter saído da casa da irmã por indisposição com o sobrinho e a coisa que eu mais queria era que ele se sentisse confortável na minha própria casa.
No meio de tudo isso, ele voltou a trabalhar e eu passei a acordar cedo junto com ele, pra tomar café e abrir o portão pra ele poder sair, num desses dias, eu levantei e fui no banheiro e enquanto eu usava, a Karls bateu na porta perguntando quem é que estava lá dentro de uma maneira meio ríspida, no caso era eu, mas o Lars viu a situação toda, ele não me falou, mas eu reparei que ele parou de tomar banho de manhã antes do trabalho. Dizia ele que o banho da noite era suficiente.
Depois, ele parou de tomar café da manhã, disse que tomaria café na cafeteria que ele trabalha.
A próxima coisa que aconteceu foi um dia que eu estava na cozinha e fui informado que Karls e Akarls decidiram que não iríamos mais fazer as compras de mercado juntos. E que só manteríamos os produtos de limpeza e higiene e que o resto era cada um por si.
Confesso, que na hora não compreendi o que estava acontecendo, eu estava muito desligado, na verdade não acreditava que os meus amigos estavam me excluindo por causa do Lars, eu estava sendo ingênuo, pois não imaginaria que aquilo estava acontecendo.
No meio desse caos todo, Lars, virou pra mim e disse que a irmã dele pediu que ele fosse na casa dela. Então ele iria direto do trabalho e dormiria lá no sábado para o domingo, já que estaria de folga e voltaria pra cá no domingo a noite.
Só que ele não voltou, ele disse que a irmã dele pediu para que ele dormisse lá mais uma noite. Pensei, okay, ele vem então amanhã direto do trabalho pra cá, mas aí ele não veio na segunda, foi quando o peso de tudo bateu.
A essa altura eu já estava angustiado com tudo aquilo e direcionei minha frustração para o lado errado, em vez de confrontar quem estava causando toda essa situação insatistória, eu cobrei dele, porque ele não estava aqui. Perguntei, porque ele não queria estar mais aqui. Ele falou que queria. Então, eu perguntei porque o domingo, virou segunda e agora a segunda virou terça? Ele hesitou, aí eu perguntei se era por causa da Karls e ele disse que só não queria incomodar ninguém.
Eu fiquei mal, por ele se sentir mais incomodado na minha casa do que na casa da irmã dele com o sobrinho folgado que estava fazendo da vida dele um inferno.
Fiquei desapontado, ele veio na quarta, conversei com ele, disse que iria conversar com a Karls sobre toda essa situação. Mas já era tarde.
Era a última semana de Julho, e antes mesmo que eu pudesse conversar com a Karls, Akarls chegou dizendo que não dava mais para dividirmos a conta de água como estávamos fazendo, por 3, teríamos que dividir por 5, já que a conta ficou mais cara.
Na sexta-feira daquela semana, Lars encontrou um quarto numa casa que ele meio que alugou as pressas e ele se mudaria na primeira segunda de agosto. Quando eu pude confrontar Karls, no sábado, sobre tudo aquilo, já era tarde. Falei que fiquei chateado deles quererem repartir a conta da casa por 5 com o Lars pelo mês que ele passou aqui, mas isso nunca foi nem cogitado nos 5 meses do Darls aqui. Falei que fiquei decepcionado por ela não ser capaz de enxergar a minha felicidade. Por não ser capaz de ver o quanto eu estava feliz, como eu enxerguei a felicidade dela com o Darls e o recebemos de bom grado dentro de casa por causa da felicidade dela. Disse que foi muito cômodo pra ela ter alguém pra poder dormir junto, assistir coisas juntos, ter os momentos a dois e quando eu pude ter o mesmo, ela não olhou para mim com os mesmos olhos.
Enfim, Lars se mudou, tomei esse tempo que poderia estar assistindo uma série com ele para escrever tudo isso. Angustiado e decepcionado. Darls não tem culpa de nada do que está acontecendo, mas agora acho completamente injusto ele estar aqui e o Lars não estar, não sei o que fazer, minha vontade é de falar, "acabou a quarentena para os dois, pode voltar para sua casa". Me sinto injustiçado e triste por alguém que eu amo tanto, não ter sido capaz de enxergar que eu estava feliz. É isso, estou esperando a próxima sessão da minha terapia e Karls e Darls estão lá no quarto dela e eu estou só.
E para finalizar, essa foi minha conversa agora a pouco com o Lars.
Lars https://imgur.com/gallery/PRrxEI6
submitted by denesfernando to TurmaFeira [link] [comments]


NÓS TERMINAMOS O NAMORO! - YouTube TROLEI MEU NAMORADO COM AUDIO DE OUTRO HOMEM - IXICASALZAO ESTAMOS NAMORANDO ? - YouTube AFINAL..NÓS ESTAMOS NAMORANDO? *a verdade* - YouTube ESTAMOS NAMORANDO! Naruto namorando NÓS ESTAMOS NAMORANDO! *como nos conhecemos* COMO NOS CONHECEMOS? (dia dos namorados) - YouTube ESTOU NAMORANDO? RESPONDENDO PERGUNTAS - Bella Neves

Beauany-A mafiosa e o Dono do morro(adaptação) - Namorando ...

  1. NÓS TERMINAMOS O NAMORO! - YouTube
  2. TROLEI MEU NAMORADO COM AUDIO DE OUTRO HOMEM - IXICASALZAO
  3. ESTAMOS NAMORANDO ? - YouTube
  4. AFINAL..NÓS ESTAMOS NAMORANDO? *a verdade* - YouTube
  5. ESTAMOS NAMORANDO!
  6. Naruto namorando
  7. NÓS ESTAMOS NAMORANDO! *como nos conhecemos*
  8. COMO NOS CONHECEMOS? (dia dos namorados) - YouTube
  9. ESTOU NAMORANDO? RESPONDENDO PERGUNTAS - Bella Neves

Se e vocês gostaram do vídeo e não é inscrito no acanal, se inscrevão aí em baixo, compartilha e deixa aquele like pra nos ajudar Deixe suas sugestões para o próximo vídeo na descrição ... jean_cmoreira INSTAGRAM: EUVOCEENOIS_OFICIAL MARIA_EMANUELLY_OFICIAL MARIANICOLLY_OFICIAL CAIXA POSTAL: RUA MINAS GERAIS 2447 APARTAMENTO 22 CENTRO CASCAVEL PARANA BRASIL. Killer Bee Gets Caught In The Infinite Tsukuyomi, The Fight Between The Jinchūriki And Akatsuki Dub - Duration: 12:58. Dark Tobi 2,254,833 views Eu tenho redes sociais, tá? (lá tem coisa que eu nem mostro aqui ) @oficialsixx Tamo juntão. Eu tenho redes sociais, tá? (lá tem coisa que eu nem mostro aqui 😬) @oficialsixx Tamo juntão. Meu site: https://www.loja021.com.br ----- Contato Divulgações, Eventos e Parcerias [email protected] ----- MINHAS REDES SOCIAIS -----... FELIZ DIA DOS NAMORADOS ️ . meta de likes: 245326 MIL 😂 . insta dos doidos: @raiza.guedes @caio__vinnii @brunomarroquim . Contato profissional: contatosofia... Não estou namorando :( Maaaaasss a curiosidade de vcs nos deu um vídeo muito legal onde estamos respondendo perguntas sobre nós, eu e o meu melhor amigo! Se vcs acharem interessante já deixa o ... Se Inscreva no canal: http://goo.gl/X35Pv7 MEU LIVRO: http://goo.gl/4RmWG5 PLAYLIST: Próximo Episódio: Em Breve Episódio Anterior: Parceiro Chipart...